Controle de caixa:O que é, como funciona e qual a importância para a saúde financeira de uma empresa

Entenda de forma fácil e clara o que e um controle de caixa e porque é tão importante para a saúde financeira do negócio. O que é controle de caixa e qual a sua utilidade?

Toda e qualquer empresa, independente de seu tamanho ou área que atua, possui movimentações financeiras (entradas e saídas de recursos) que acontecem no seu dia-a-dia operacional.

 

Dependendo do volume com que essas movimentações aconteçam na empresa, torna-se muito difícil distinguir a situação financeira da mesma, ou seja, se ela está financeiramente saudável ou debilitada.

 

Como os recursos estão constantemente “entrando e saindo” no caixa da empresa, o empresário pode ter a sensação de sua empresa estar dando lucro e de que tem um caixa reforçado. Mas o que acontece muitas vezes é que o empresário só descobre que o caixa da empresa está deficitário quando faltam recursos para algum compromisso importante.

 

Isso ocorre porque muitas vezes há um grande descompasso entre recebimentos e pagamentos o que faz com que faltem recursos para honrar com os compromissos assumidos. Um exemplo para entendermos melhor essa situação é o seguinte:

 

Suponha que uma empresa compre mercadorias que tenha que pagar no ato da compra (à vista). Com estas mercadorias em mãos ela as vende aos clientes e estes pagarão somente em 60 dias. Este período entre o pagamento da compra das mercadorias e a data de recebimento dos clientes a empresa vai ter que sobreviver com o próprio caixa, pois desembolsou valores antes de receber pelas vendas.

 

Imagine agora estas operações sendo realizadas com valores bem relevantes e várias vezes por mês, semana ou até por dia. Fica muito complicado controlar a “olho nu” ou de “cabeça” todos os prazos e operações.

 

Por este motivo que o Controle ou Fluxo de Caixa torna-se indispensável para qualquer empresa. Ele é uma ferramenta que organiza e controla todos os movimentos financeiros de recebimentos e pagamentos de valores.

 

O Controle de Caixa auxilia o empresário com informações claras e precisas quanto à situação financeira da empresa e qual o momento de captar ou aplicar o capital disponível. É indispensável para a saúde e continuidade da empresa que se mantenha um controle confiável e que esteja de acordo com os valores reais existentes à disposição da organização.

O Fluxo de Caixa pode ter uma estrutura simples ou mais sofisticada e isso depende do tamanho da empresa, do desejo do empresário, etc. Mas em linhas gerais podemos dizer que um fluxo de caixa deve conter os seguintes itens:

 

ü  Recebimentos

ü  Pagamentos

ü  Saldo Anterior

ü  Saldo Final

 

Recebimentos: São incluídas todas as entradas de valores ocorridas na empresa. Todas as receitas de vendas, receitas de aluguel, ganhos de juros das aplicações, adiantamentos feitos por clientes, depósitos, enfim, toda entrada de dinheiro deve ser considerada.

 

Pagamentos: São incluídas todas as saídas de valores ocorridas na empresa. Todos os pagamentos como salários, água, luz, serviços de terceiros, fornecedores, etc., enfim, todas as saídas de dinheiro.

 

Saldo Anterior: No início de cada período do controle de caixa deve constar o saldo final das movimentações do último período. Ex.: suponha que o controle seja feito diariamente (o mais comum e indicado), sendo que o saldo final do dia deve ser transportado para o saldo inicial do dia subsequente, e assim por diante.


Saldo Final: É o saldo apurado das entradas menos as saídas e demonstra a situação financeira no período (diário). Este saldo será transportado diariamente para o dia subsequente a fim de demonstrar a posição da financeira da empresa.

 

A presença de um Fluxo de Caixa na empresa trará enormes benefícios à saúde financeira desta, evitando desperdícios ou perdas decorrentes de falta de controle. É de vital importância que o empresário tenha isso em mente e sinta a necessidade de manter sua movimentação financeira em ordem proporcionando segurança para o negócio.

 

Outro fator que se torna muito importante na elaboração e implantação de um fluxo de caixa na empresa é o fato de que este deve refletir tempestivamente a situação financeira da organização, ou seja, os valores apresentados devem representar fielmente os valores existentes no período.

 

 

Fonte: Administradores

19/08/2014
ShareThisLinkedInGoogle +
linha-cortepag

Outras notícias